Institutos e Parceiros

O Instituto Tricontinental de Pesquisa Social tem uma presença global com equipes em todo o mundo, produz pesquisa e materiais impressos e trabalha estreitamente com movimentos populares e outras organizações progressistas.

Vijay Prashad

Diretor Executivo

Vijay Prashad

Vijay é historiador e jornalista indiano. É autor de 40 livros, incluindo As balas de Washington, Uma estrela vermelha sobre o terceiro mundo; Uma história popular do terceiro mundo; Nações pobres: uma história possível para o Sul Global; A Possible History of the Global South, e The Withdrawal: Iraq, Libya, Afghanistan, and the Fragility of U.S. Power, escrito com Noam Chomsky. É diretor executivo do Instituto Tricontinental, correspondente chefe da Globetrotter e editor chefe da LeftWord Books (Nova Déli). Participou de dois filmes: Shadow World (2016) e Two Meetings (2017).

Para entrar em contato com Vijay para solicitar uma entrevista, um texto, convidá-lo para um evento ou qualquer outra solicitação, escreva para inquiries@thetricontinental.org.

Equipes

Publicações

A equipe de publicações gerencia a produção de nossos textos, desde o rascunho do autor, passando pelos processos de edição e tradução, e coordena o lançamento.

Celina della Croce

Diretor e Editor

Celina della Croce

Celina é militante e trabalha na área de publicações, edições em inglês e traduções do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social. Antes de entrar no Instituto trabalhou por quatro anos no movimento sindical, no Sindicato Internacional de Trabalhadores de Serviços, e militou no movimento Fight for 15 (15 dólares como salário mínimo por hora) como representante e delegada sindical, e foi editora e fotógrafa de Humans of St. Louis. Tem participado ativamente na luta por justiça social, econômica e racial nas ruas de Missouri e Massachusetts

Pilar Troya Fernández

Tradutor e editor

Pilar Troya Fernández

Pilar é equatoriana, militante e pesquisadora. É antropóloga, feminista e possui mestrado em estudos de gênero. Suas principais áreas de interesse são políticas públicas sociais, em especial as relacionadas à igualdade de gêneros e movimentos feministas. Iniciou sua militância na universidade, no movimento estudantil e fez parte da Assembleia de Mulheres de Quito. Trabalhou como pesquisadora no Sistema de Indicadores Sociais (SIISE) e na Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO), onde também lecionou sobre políticas públicas e indicadores sociais. No Equador, foi assessora do Ministério de Planejamento Nacional, assessora da Secretaria Nacional de Educação Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e Subsecretaria Geral de Educação Superior. Coordena o grupo de estudos feministas do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social.

Daniela Schroder Babarovic

Tradutor e editor

Daniela Schroder Babarovic

Daniela é tradutora, editora, pesquisadora e militante feminista chilena. Atualmente mora em Buenos Aires, onde faz doutorado em História na Universidade de Buenos Aires sobre as publicações periódicas do movimento feminista e de mulheres durante a ditadura no Chile. É mestre em Estudos Latino-Americanos e licenciada em Língua e Literatura Hispânicas, ambas pela Universidade do Chile. Ela faz parte da equipe de tradução e edição para o espanhol do Instituto.

Dafne Melo

Tradutor

Dafne Melo

Dafne é psicanalista e tradutora e vive em São Paulo, Brasil. Possui graduação em Jornalismo (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e em História (Universidade de São Paulo) e pós-graduação em Psicanálise (Instituto Sedes Sapientiae). Como jornalista, trabalhou no Brasil de Fato entre 2004 e 2011. Morou na Argentina por quatro anos, onde participou da fundação dos veículos de comunicação popular Marcha; e Notas – periodismo popular. Foi militante da Consulta Popular (Brasil), Frente Popular Darío Santillán (Argentina) e Movimento Patria Grande (Argentina). Além de traduções para o Instituto Tricontinental de Pesquisa Social, dedica-se à tradução de livros nas áreas de ciências humanas e sociais. Atualmente, também estuda as relações entre gênero, neoliberalismo, reprodução social da vida e sofrimento psíquico.

Luiz Felipe Albuquerque

Editor

Luiz Felipe Albuquerque

Luiz  é jornalista e responsável pela comunicação do escritório Brasil do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social. Trabalhou no setor de comunicação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) por cinco anos, contribuindo na assessoria de imprensa do movimento. Também foi editor do site do MST e do Jornal Sem Terra. Atuou por quatro anos no jornal Brasil de Fato, exercendo funções de editor-adjunto, coordenação e direção política do Centro Popular de Mídias (CPMídias).

Ajit Singh

Editor

Ajit Singh

Ajit é advogado, pesquisador e escritor. Seu trabalho se concentra na política externa dos EUA em relação à China e nos desenvolvimentos em curso na Nova Guerra Fria. Tem doutorado em Direito pela Universidade de Western Ontario e atualmente contribui na edição de publicações em inglês do instituto.

Mikaela Nhondo Erskog

Pesquisadora

Mikaela Nhondo Erskog

Mika é educadora e pesquisadora. Possui mestrado em História pela Universidade Atualmente Conhecida como Rhodes – (University Currently known as Rhodes – UCKAR) e tem graduação em Humanidades pela mesma universidade, como bolsista. Colabora estreitamente com a programação educativa do Sindicato Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos da África do Sul (NUMSA). Nos últimos anos tem se dedicado à construção de redes internacionais de movimentos sociais, sindicatos e organizações populares no continente africano, com especial atenção à educação e ao trabalho solidário.

Efemia Chela

Editor

Efemia Chela

Efemia é editora e trabalha no ramo editorial há uma década. É mestranda na Wits University, e sua pesquisa se situa na intersecção dos estudos queer e estudos africanos, observando as comunidades lésbicas, bissexuais e queer na Zâmbia. É editora na Inkani Books.

Arte

A equipe de arte ilustra e projeta nossas publicações, produz pesquisas sobre arte e cultura dos movimentos e colabora com trabalhadores culturais internacionalmente.

Tings Chak

Diretor

Tings Chak

Tings é artista, escritora e militante, cujo trabalho contribui para as lutas populares no Sul Global. Sua pesquisa atual se centra na arte das lutas de libertação nacional. Fez mestrado em Arquitetura na Universidade de Toronto e é autora e ilustradora de Undocumented: The Architecture of Migrant Detention [Indocumentados: a arquitetura da detenção de migrantes] (2017). Coordena o Departamento de Arte do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social.

Ingrid Neves

Designer

Ingrid Neves

Ingrid é artista e bacharel em Comunicação e Multimeios pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Estagiou na PUC-SP, e trabalhou na Universidade Anhembi Morumbi (UAM) contribuindo com a produção de vídeos e animações no propósito acadêmico. Atualmente ela é designer no Instituto Tricontinental de Pesquisa Social e reside em São Paulo, Brasil.

Daniela Ruggeri

Designer

Daniela Ruggeri

Daniela nasceu em Buenos Aires. É docente de Artes Visuais, desenhista, designer e fanzineira. Sua produção visual se desenvolve em torno das histórias em quadrinhos, desenho gráfico e ilustração, e colabora especialmente com cooperativas de trabalho e empresas recuperadas. Trabalha com coletivos de produção autogeridos de livros e fanzines como editora e autora e participa da organização de encontros e mostras de histórias em quadrinhos independentes na Argentina. Faz parte do Departamento de Arte da Tricontinental e é responsável pela área de Arte e Design do escritório de Buenos Aires.

Comunicações

A equipe de Comunicação amplia o trabalho do instituto, criando conteúdos para as redes sociais que destacam os aspectos mais relevantes das pesquisas realizadas e se encarrega da interlocução com meios de comunicação.

Luciana Balbuena

Diretor

Luciana Balbuena

Luciana é professora do ensino médio e militante popular na Argentina. Desde 2009 fez parte de diversas experiências políticas, entre as quais se destacam espaços de organização estudantil na universidade e trabalhadores da educação. Possui graduação em Comunicação Social, área que, articulada com sua atuação como professora, permitiu adquirir conhecimento sobre a juventude e sua ligação com a informação e tecnologias.

Luiz Felipe Albuquerque

Comunicador

Luiz Felipe Albuquerque

Luiz  é jornalista e responsável pela comunicação do escritório Brasil do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social. Trabalhou no setor de comunicação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) por cinco anos, contribuindo na assessoria de imprensa do movimento. Também foi editor do site do MST e do Jornal Sem Terra. Atuou por quatro anos no jornal Brasil de Fato, exercendo funções de editor-adjunto, coordenação e direção política do Centro Popular de Mídias (CPMídias).

Efemia Chela

Responsável de comunicação

Efemia Chela

Efemia é editora e trabalha no ramo editorial há uma década. É mestranda na Wits University, e sua pesquisa se situa na intersecção dos estudos queer e estudos africanos, observando as comunidades lésbicas, bissexuais e queer na Zâmbia. É editora na Inkani Books.

Pindiga Ambedkar

Assistente de comunicação

Pindiga Ambedkar

Pindiga Ambedkar concluiu seu mestrado pelo Centro de Estudos de Sistemas Sociais da Universidade Jawaharlal Nehru, onde concentrou seus estudos em questões enfrentadas pelas classes oprimidas (especificamente, as castas inferiores ou dalits) em institutos de ciência e tecnologia na Índia. Como estudante, P. Ambedkar era um membro ativo da Federação de Estudantes da Índia (SFI) e foi eleito em 2007-2008 vice-presidente do Sindicato de Estudantes do Tata Institute (TISS) enquanto cursava o mestrado. Além de sua pesquisa, P. Ambedkar está engajado com Dalit Shoshan Mukti Manch (“a Plataforma de Libertação do Oprimido” em inglês), que luta contra a discriminação de castas. Antes de ingressar no Instituto Tricontinental, ele trabalhou como correspondente do NewsClick, um web com sede em Nova Delhi.

Atul Chandra

Assistente de comunicação

Atul Chandra

Atul é pós-graduando da Universidade de Déli (DU). É estudante e militante juvenil desde 2007. Enquanto cursava sua graduação, foi eleito conselheiro central do diretório estudantil da universidade (2009-10). Antes de entrar no Instituto Tricontinental, trabalhou em pesquisa de campo para a Campanha pelo Direito à Alimentação, especificamente em temas vinculados à escravidão humana, alienação de terras e mortes por fome entre as tribos Sahariya, no Rajasthan. Entre 2013-2017, coordenou e organizou várias atividades e pesquisas como pesquisador e assistente de projetos em colaboração com a Universidade da Ásia Meridional e a Fundação Rosa Luxemburgo (Ásia Meridional).

Operações

A equipe de operações facilita e apoia o funcionamento diário do instituto.

Tariro Takuva

Diretor de operações

Tariro Takuva

Tariro tem uma ampla experiência na área de finanças e administrativa. Trabalha em diferentes áreas, apoiando organizações e movimentos sociais no continente africano focados na promoção do engajamento comunitário e social, da educação, da justiça social, dos direitos humanos e da democracia e igualdade.

Ursula Eggers

Administradora de operações

Ursula Eggers

Ursula é uma defensora dos direitos humanos e feminista chilena, presidenta da Coordenadoria de Direitos Humanos de Providencia e cofundadora do Observatório de Direitos Humanos e Violência Policial. Durante a revolta social no Chile (2019-2020), denunciou nacional e internacionalmente as violações dos direitos humanos que estavam ocorrendo em seu país. Ursula trabalhou como assessora no processo constitucional no Chile, onde fundou e presidiu o Sindicato Plurinacional de Trabalhadores da Convenção Constitucional. Em breve ela se formará como técnica em serviço social. Estudou Técnico Superior em Serviço Social em seu país, Chile.

Tecnologia

A equipe de tecnologia mantém nossa infraestrutura de tecnologia funcionando e cuida de TI, suporte técnico, desenvolvimento web e outras tarefas relacionadas à tecnologia.

Amílcar Guerra

Diretor

Amílcar Guerra

Amílcar é designer gráfico, desenvolvedor autodidata e hacker por natureza. Colabora há muito tempo com organizações de todo tipo em temas relacionados com desenvolvimento web e tecnologia ao redor do mundo, incluindo Cuba, Venezuela, Colômbia, Alemanha, Austrália e México. Tem grande interesse na intersecção entre tecnologia e política, e coordena o departamento de tecnologia do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social.

Ariana Micaela Hereñú

Especialista técnico

Ariana Micaela Hereñú

Ariana é militante feminista, professora de História, amante da tecnologia e nerd por natureza. Leciona na Universidade Tecnológica Nacional (UTN) e participa da coordenação de uma licenciatura em programação informática, na qual consegue conjugar as suas duas paixões: o social e a tecnologia.

Daniel Lage

Administrador de sistemas

Daniel Lage

Daniel é administrador de sistemas, professor, sambista, poeta e cientista político. Na área de tecnologia possui uma trajetória engajada em softwares de código aberto e a comunidade Linux. Paralelo ao ofício da tecnologia da informação, tornou-se mestre em Ciência Política, educador popular, sambista e, em 2021, lançou seu primeiro livro de poemas chamado “Florações”. Com essa trajetória híbrida, encontrou no Instituto Tricontinental um espaço promissor para sua atuação profissional.

Pesquisadores Senior

P. Sainath

P. Sainath

P. Sainath é o repórter mais importante da Índia. Passou as últimas três décadas cobrindo a Índia rural, trabalho que resultou na criação do Arquivo Popular da Índia Rural. O vencedor do prêmio Nobel, Amartya Sem, chama Sainath de “um dos maiores especialistas do mundo da fome”. Em 2000, Sainath foi o primeiro repórter a ganhar o Prêmio Global de Jornalismo em Direitos Humanos da Anistia Internacional, e no mesmo ano ganhou o Prêmio Boerma da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. Sainath é o vencedor de 2007 do Prêmio Ramon Magsaysay (prêmio de maior prestígio da Ásia) e vencedor do World Media Summit Global Award de 2014. O livro de Sainath – Everybody Loves a Good Drought (1996) – foi reimpresso em uma edição de aniversário de 20 anos da Penguin Classics. Escreveu o prefácio para Os Dez Dias Que Abalaram o Mundo de John Reed (LeftWord, 2018).

Li Bo

Li Bo

Li Bo é diretor executivo do Instituto Chunqiu de Xangai para o Desenvolvimento dos Estudos Estratégicos e reitor do Instituto da China da Universidade de Fudan, um dos principais think tanks do país. Li obteve seu doutorado em Economia na Universidade de Kiel (Alemanha). De 1994 a 2015, desempenhou diversos cargos executivos de alto nível em várias prestigiosas empresas de consultoria estratégica nacionais e estrangeiras e em empresas que cotizam na bolsa. Antes de se incorporar ao Instituto Chunqiu, Li foi representante acadêmico do Sindicato Guancha, em Pequim. Seus interesses de pesquisa incluem a história do socialismo na China, a economia digital e a economia de desenvolvimento e a geopolítica em torno da China e do Sul Global.

Aijaz Ahmad (1941–2022)

Aijaz Ahmad (1941–2022)

Aijaz é um filósofo marxista e teórico da cultura. É autor de Em Teoria: Classes, Nações, Literatura (1992), Linhagens do Presente: Genealogias Ideológicas e Políticas sobre o Sul Asiático Contemporâneo, e Iraque, Afeganistão, e o Imperialismo de Nosso Tempo (2004) – (traduções livres). Foi professor no Museu e Biblioteca Memorial de Nehru, na Cátedra Rajiv Gandhi da Universidade Jawaharlal Nehru; na cáteadra Khan Abdul Ghaffar Khan Chair na Universidade Jamia Millia, e atualmente é professor de Literatura Comparada na Universidade da Califórnia (Irvine).

Grieve Chelwa

Grieve Chelwa

Grieve é ​​um economista zambiano cuja pesquisa se concentra no desenvolvimento econômico africano. Atualmente, é professor associado de Economia Política no Africa Institute e coordenador do Coletivo de Economia Política Africana (CAPE, na sigla em inglês), um coletivo de acadêmicos africanos emergentes e lideranças de movimentos sociais interessados ​​em uma economia política emancipatória no que se refere ao continente africano. Grieve atuou anteriormente como professor sênior na Universidade da Cidade do Cabo e estudou pós-doutorado na Universidade de Harvard e na Universidade de Witwatersrand. Ele é um comentarista regular sobre questões econômicas africanas, com opiniões publicadas no The New York Times, The Washington Post, Bloomberg, CGTN, BBC, Mail and Guardian, People’s Dispatch, Lusaka Times e Business Day, entre outros. É bacharel em Economia pela Universidade da Zâmbia e PhD em economia pela Universidade da Cidade do Cabo.

Pilar Troya Fernández

Pesquisadora

Pilar Troya Fernández

Pilar é equatoriana, militante e pesquisadora. É antropóloga, feminista e possui mestrado em estudos de gênero. Suas principais áreas de interesse são políticas públicas sociais, em especial as relacionadas à igualdade de gêneros e movimentos feministas. Iniciou sua militância na universidade, no movimento estudantil e fez parte da Assembleia de Mulheres de Quito. Trabalhou como pesquisadora no Sistema de Indicadores Sociais (SIISE) e na Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO), onde também lecionou sobre políticas públicas e indicadores sociais. No Equador, foi assessora do Ministério de Planejamento Nacional, assessora da Secretaria Nacional de Educação Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e Subsecretaria Geral de Educação Superior. Coordena o grupo de estudos feministas do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social.

Deby Veneziale

Deby Veneziale

Deby Veneziale é pesquisadora, jornalista e editora de jornais, revistas e livros de esquerda e progressistas nos Estados Unidos há muitos anos. Seu trabalho se centra na teoria marxista, a questão nacional nos EUA e a evolução do socialismo de libertação nacional. Continua na mesma função no Instituto Tricontinental de Pesquisa Social.

Pesquisadores

E. Ahmet Tonak

Economista

E. Ahmet Tonak

Ahmet  é autor e editor de vários livros, incluindo Measuring the Wealth of Nations: The Political Economy of National Accounts (com Anwar Shaikh), Turkey in Transition: New Perspectives (produzido com Irvin Schick) e Marxism and Classes (editado com Sungur Savran e Kurtar Tanyılmaz). Formado como engenheiro mecânico na Universidade Técnica de Istambul, com Doutorado em economia pela New School for Social Research. Tonak lecionou por muitos anos na Universidade Istanbul Bilgi, na Universidade Técnica do Oriente Médio, na Bard College at Simon’s Rock, e atualmente é professor visitante na UMASS Amherst. Escreve para vários jornais turcos e contribui para o sendika.org, um portal alternativo de notícias na Turquia.

Manolo de los Santos

Pesquisador

Manolo de los Santos

Manolo é militante e educador. Formou-se politicamente em movimentos populares entre o Caribe e Nova York. Foi diretor fundador do People’s Forum, uma incubadora de movimentos cujo objetivo é construir unidade em comunidades da classe trabalhadora para romper as separações históricas no país e no exterior.

Nitheesh Narayanan

Pesquisador

Nitheesh Narayanan

Nitheesh milita na Federação de Estudantes da Índia (SFI) desde 2003 e atualmente trabalha como membro de seu secretariado central. É doutorando no Centro de Estudos de Exclusão Social e Política de Inclusão, na Universidade de Jawaharlal Nehru (Nova Déli), onde estuda as conexões entre castas e classes, bem como a mobilização política do primeiro movimento comunista em Malabar do Norte. Atualmente é editor de Student Struggle, a revista da SFI.
Nitheesh fez mestrado em política, com especialização em estudos internacionais e outro mestrado sobre o movimento agrário e a questão das castas na mesma universidade. Escreve sobre temas sociais e políticos em várias publicações periódicas e portais em inglês e malayalam.

Mikaela Nhondo Erskog

Pesquisadora

Mikaela Nhondo Erskog

Mika é educadora e pesquisadora. Possui mestrado em História pela Universidade Atualmente Conhecida como Rhodes – (University Currently known as Rhodes – UCKAR) e tem graduação em Humanidades pela mesma universidade, como bolsista. Colabora estreitamente com a programação educativa do Sindicato Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos da África do Sul (NUMSA). Nos últimos anos tem se dedicado à construção de redes internacionais de movimentos sociais, sindicatos e organizações populares no continente africano, com especial atenção à educação e ao trabalho solidário.

Jie Xiong

Pesquisador

Jie Xiong

Jie Xiong é um tecnólogo, tradutor e editor chinês. Ele participou do processo de digitalização de várias empresas líderes na China. Escreveu e traduziu mais de dez livros, a maioria deles relacionados à tecnologia da informação e digitalização. Sua última tradução é de Cybernetic Revolutionaries, um livro sobre o projeto tecnológico chileno Cybersyn durante o governo de Salvador Allende. Ele possui MBA pela University of Liverpool e é pesquisador sênior do Sichuan Institute for High Quality Development.

Marco Fernandes

Pesquisador

Marco Fernandes

Marco é bacharel e mestre em História e doutor em Psicologia Social, todos pela Universidade de São Paulo, no Brasil. Trabalha há duas décadas com movimentos populares e ajuda a formar o núcleo de pesquisa sobre os evangélicos na política, do  escritório de São Paulo. Atualmente mora em Pequim e tem se dedicado a pesquisar e publicar sobre a geopolítica do ponto de vista do Sul Global, bem como sobre diversos aspectos da economia, política e cultura da China. É co-fundador e co-editor do Coletivo Dongsheng.

Ajit Singh

Pesquisador

Ajit Singh

Ajit é advogado, pesquisador e escritor. Seu trabalho se concentra na política externa dos EUA em relação à China e nos desenvolvimentos em curso na Nova Guerra Fria. Tem doutorado em Direito pela Universidade de Western Ontario e atualmente contribui na edição de publicações em inglês do instituto.

Ghassane Koumiya

Pesquisador

Ghassane Koumiya

Ghassane é pesquisador e diretor de educação e programação do Setkin Forum for Social Research, em Berlim. Também é professor de tradução com doutorado em antropologia cultural, antropólogo político e ativista. Ghassane escreveu artigos e estudos sobre movimentos populares, políticos e de base no Oriente Médio e Norte da África, e participa ativamente nos movimentos sindicais e de direitos humanos no Marrocos.

Projetos Especiais

Wenhua Zongheng

Ajit Singh

Coordenador

Ajit Singh

Ajit é advogado, pesquisador e escritor. Seu trabalho se concentra na política externa dos EUA em relação à China e nos desenvolvimentos em curso na Nova Guerra Fria. Tem doutorado em Direito pela Universidade de Western Ontario e atualmente contribui na edição de publicações em inglês do instituto.

Tings Chak

Pesquisadora

Tings Chak

Tings é artista, escritora e militante, cujo trabalho contribui para as lutas populares no Sul Global. Sua pesquisa atual se centra na arte das lutas de libertação nacional. Fez mestrado em Arquitetura na Universidade de Toronto e é autora e ilustradora de Undocumented: The Architecture of Migrant Detention [Indocumentados: a arquitetura da detenção de migrantes] (2017). Coordena o Departamento de Arte do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social.

Jie Xiong

Pesquisador

Jie Xiong

Jie Xiong é um tecnólogo, tradutor e editor chinês. Ele participou do processo de digitalização de várias empresas líderes na China. Escreveu e traduziu mais de dez livros, a maioria deles relacionados à tecnologia da informação e digitalização. Sua última tradução é de Cybernetic Revolutionaries, um livro sobre o projeto tecnológico chileno Cybersyn durante o governo de Salvador Allende. Ele possui MBA pela University of Liverpool e é pesquisador sênior do Sichuan Institute for High Quality Development.

Guerra às Drogas

Laura Capote

Coordenadora

Laura Capote

Laura é militante social e jornalista colombiana radicada na Argentina desde 2013. É formada em Ciências da Comunicação pela Universidade de Buenos Aires (UBA) e atualmente é mestre em Relações Internacionais. É integrante da Secretaria Continental da Alba Movimentos e integra o Grupo de Pensamento Crítico Colombiano do Instituto de Estudos da América Latina e Caribe da Universidade de Buenos Aires (IEALC – UBA). Faz parte da equipe do Observatório da Conjuntura da América Latina e Caribe (Obsal) do escritório de Buenos Aires do Tricontinental, e apresenta o Café Continental.

Conselho Consultivo Internacional

  • Neville Roy Singham
    Presidente
  • Abdallah Al-Harif
  • Carmen Navas
  • Cosmas Musumali
  • Madhav Kumar Nepal
  • Manuel Bertoldi
  • Neuri Rossetto
  • Stephanie Weatherbee Brito

Emiliano Lopez

Co-Coordenador

Emiliano Lopez

Emiliano é militante popular, pesquisador e professor na Argentina. Desde 2004, tem participado de diversas experiências políticas vinculadas a espaços de organização sindical e formação política em organizações populares. É integrante do Laboratório de Estudos Sociológicos e Económicos do Trabalho (LESET) na Universidade Nacional de La Plata. É Economista, doutor em Ciências Sociais pela Universidade de La Plata (UNLP) e professor na Faculdade de Humanidades. Publicou diversos artigos e livros, entre eles Os anos pós-neoliberais. Da crise à consolidação de um novo modo de desenvolvimento. Trabalha com temas vinculados à economia política e à sociologia política e os modelos de desenvolvimento em disputa na Argentina recente.

Arte, Design e Comunicação

Luciana Balbuena

Comunicador

Luciana Balbuena

Luciana é professora do ensino médio e militante popular na Argentina. Desde 2009 fez parte de diversas experiências políticas, entre as quais se destacam espaços de organização estudantil na universidade e trabalhadores da educação. Possui graduação em Comunicação Social, área que, articulada com sua atuação como professora, permitiu adquirir conhecimento sobre a juventude e sua ligação com a informação e tecnologias.

Daniela Ruggeri

Designer

Daniela Ruggeri

Daniela nasceu em Buenos Aires. É docente de Artes Visuais, desenhista, designer e fanzineira. Sua produção visual se desenvolve em torno das histórias em quadrinhos, desenho gráfico e ilustração, e colabora especialmente com cooperativas de trabalho e empresas recuperadas. Trabalha com coletivos de produção autogeridos de livros e fanzines como editora e autora e participa da organização de encontros e mostras de histórias em quadrinhos independentes na Argentina. Faz parte do Departamento de Arte da Tricontinental e é responsável pela área de Arte e Design do escritório de Buenos Aires.

Julián Bokser

Imprensa e relações institucionais

Julián Bokser

Julian é militante, docente universitário e do ensino médio. É formado em Psicologia pela Universidade de Buenos Aires e atualmente cursa doutorado em Ciências Sociais na mesma universidade. Entre 2015 e 2018 integrou a coordenação nacional do capítulo argentino da Articulação Continental de Movimentos Sociais e Populares da Alba Movimentos e participou em numerosas experiências de comunicação alternativa, comunitária e popular. Atualmente é assessor no Congresso Nacional da República Argentina e parte da equipe de imprensa e difusão do escritório da Argentina do Instituto Tricontinental.

Pesquisadores

Laura Capote

Pesquisadora

Laura Capote

Laura é militante social e jornalista colombiana radicada na Argentina desde 2013. É formada em Ciências da Comunicação pela Universidade de Buenos Aires (UBA) e atualmente é mestre em Relações Internacionais. É integrante da Secretaria Continental da Alba Movimentos e integra o Grupo de Pensamento Crítico Colombiano do Instituto de Estudos da América Latina e Caribe da Universidade de Buenos Aires (IEALC – UBA). Faz parte da equipe do Observatório da Conjuntura da América Latina e Caribe (Obsal) do escritório de Buenos Aires do Tricontinental, e apresenta o Café Continental.

Fernando Vicente Prieto

Pesquisador

Fernando Vicente Prieto

Fernando é jornalista, editor. Desde 2003 trabalha como redator, revisor, correspondente e editor de diversos meios de comunicação. Também participou de iniciativas de formação relacionadas com temas de Comunicação e Geopolítica. Atualmente faz parte do Observatório da América Latina e Caribe (Obsal), iniciativa dos escritórios do Brasil e Argentina do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social. Coordena a coleção Geopolítica da Editora Batalha de Ideias. Nessa coleção, além da edição de outros livros sobre a temática, coordenou com Lautaro Rivara o livro O novo Plano Condor: geopolítica e imperialismo na América Latina e Caribe (2022), coeditado entre Batalha de Ideias e Tricontinental. Em paralelo, também desenvolve projetos de planejamento e comunicação estratégica para espaços sindicais e sociais.

Maisa Bascuas

Pesquisadora

Maisa Bascuas

Maisa é militante popular feminista, professora universitária e pesquisadora. Fez parte de diferentes experiências de organização e formação política com organizações populares, sindicais e feministas da Argentina. É formada em Ciência Política e professora da Universidade de Buenos Aires (UBA) e do curso de Gênero, Política e Participação da Universidade Nacional General Sarmiento (UNGS). Participa como tutora do Programa Latinoamericano de Educação à Distância em Ciências Sociais (PLED), em assuntos vinculados a gênero e economia social. É pesquisadora do Instituto de Estudos da América Latina e Caribe (IEALC-UBA) e do Arquivo Oral de Memória Aberta. Autora de artigos e publicações sobre Estado, políticas públicas, feminismos latinoamericanos e economias populares feministas.

Srujana Bodapati

Coordenadora

Srujana Bodapati

Srujana trabalhou principalmente na área de relações agrárias na Índia. Ela participou de estudos de aldeias em diferentes partes do país. De tempos em tempos ela escreve sobre questões do setor bancário indiano no NewsClick. Em Delhi era atuante na política estudantil e continua tendo interesse na política e nas lutas de esquerda.

Equipe

Satarupa Chakraborty

Pesquisadora

Satarupa Chakraborty

Satarupa é militante e doutoranda em Filosofia na Universidade Jawaharlal Nehru (JNU), em Nova Déli, Índia. Participou ativamente do movimento estudantil desde 2013. Foi eleita Secretária Geral da Federação de Estudantes da JNU (JNUSU) em 2016. Em 2015, ocupou o cargo de coordenadora do Conselho Estudantil da Faculdade de Ciências Sociais. Os movimentos principais dos quais participou foram #OccupyUGC e #StandWithJNU. É mestre em Filosofia pela Universidade de Hyderabad e também mestre em Filosofia da Linguagem pela JNU. Obteve uma bolsa de investigação junior do Conselho Indiano de Pesquisa Filosófica (ICPR, sigla em inglês).

Subin Dennis

Pesquisador

Subin Dennis

Subin Dennis é um economista e ativista em Nova Delhi. Nascido no Kerala,Índia ele possui dois mestrados em economia pela Universidade Jawaharlal Nehru, em Nova Delhi. Ele foi atuante no movimento estudantil e foi vice-presidente representando Delhi na Federação dos Estudantes da Índia (SFI). Os escritos de Subin em inglês e malaiala sobre questões relacionadas à economia e política aparecem em vários periódicos e sites. Ele trabalhou como escritor no portal de notícias on-line NewsClick antes de ingressar no Instituto Tricontinental.

Pindiga Ambedkar

Pesquisador

Pindiga Ambedkar

Pindiga Ambedkar concluiu seu mestrado pelo Centro de Estudos de Sistemas Sociais da Universidade Jawaharlal Nehru, onde concentrou seus estudos em questões enfrentadas pelas classes oprimidas (especificamente, as castas inferiores ou dalits) em institutos de ciência e tecnologia na Índia. Como estudante, P. Ambedkar era um membro ativo da Federação de Estudantes da Índia (SFI) e foi eleito em 2007-2008 vice-presidente do Sindicato de Estudantes do Tata Institute (TISS) enquanto cursava o mestrado. Além de sua pesquisa, P. Ambedkar está engajado com Dalit Shoshan Mukti Manch (“a Plataforma de Libertação do Oprimido” em inglês), que luta contra a discriminação de castas. Antes de ingressar no Instituto Tricontinental, ele trabalhou como correspondente do NewsClick, um web com sede em Nova Delhi.

Atul Chandra

Pesquisador

Atul Chandra

Atul é pós-graduando da Universidade de Déli (DU). É estudante e militante juvenil desde 2007. Enquanto cursava sua graduação, foi eleito conselheiro central do diretório estudantil da universidade (2009-10). Antes de entrar no Instituto Tricontinental, trabalhou em pesquisa de campo para a Campanha pelo Direito à Alimentação, especificamente em temas vinculados à escravidão humana, alienação de terras e mortes por fome entre as tribos Sahariya, no Rajasthan. Entre 2013-2017, coordenou e organizou várias atividades e pesquisas como pesquisador e assistente de projetos em colaboração com a Universidade da Ásia Meridional e a Fundação Rosa Luxemburgo (Ásia Meridional).

Srabani Chakraborty

Pesquisadora

Srabani Chakraborty

Srabani é uma militante da Associação de Mulheres Democráticas de Toda a Índia (AIDWA). Formada em História, atualmente é doutoranda no Centro de Estudos Históricos da Universidade Jawaharlal Nehru (JNU). Antes de se associar à AIDWA, Srabani participou ativamente do movimento estudantil, na Federação de Estudantes da Índia (SFI), enquanto cursava sua graduação na Universidade de Jadavpur. Concorreu ao posto de representante discente do Comitê de Sensibilização de Gêneros contra o Abuso Sexual (GSCASH, JNU) em 2017, em meio a uma luta contra a administração da universidade, que tentava desativar o comitê e retirar poder do corpo discente.

Harleen Kaur

Pesquisadora

Harleen Kaur

Harleen edita os textos produzidos pelo escritório do Instituto Tricontinental na Índia, e traduz materiais do inglês para o hindi. Também coordena a divulgação das publicações do instituto na Índia. Seus interesses de pesquisa incluem o impacto do neoliberalismo nas políticas educacionais, bem como a pedagogia crítica, o desenvolvimento humano social construtivista e os discursos culturais contemporâneos sobre a individualidade. Ela também é professora de Matemática.

Miguel Enrique Stédile

Co-cordenador

Miguel Enrique Stédile

Miguel é mestre e doutor em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É integrante da coordenação do Instituto de Educação Josué de Castro, instituição de ensino dos movimentos populares do campo dedicada à formação de jovens professores e gestores de cooperativas. É autor e coautor de nove livros, incluindo “Ninguém regula a América”, sobre guerras híbridas e disputas geopolíticas na América Latina. Colabora com diversos veículos de mídia no Brasil, como o Brasil de Fato e a TV dos Trabalhadores (TVT).

Miguel Yoshida

Co-cordenador

Miguel Yoshida

Miguel é integrante da coordenação do escritório Brasil do Tricontinental e editor da Revista Estudos do Sul Global (Resg). Tem uma longa experiência na edição de livros pela Editora Expressão Popular (Brasil) e é o coordenador da Associação Internacional das Editoras de Esquerda (IULP). É formado em letras e tem mestrado e doutorado em literatura comparada. Tem como principal tema de pesquisa a relação entre arte e sociedade, com ênfase nos estudos de literatura enquanto uma forma de conhecimento da realidade e de resistência e organização. Além disso, também trabalha com o pensamento de Florestan Fernandes, principalmente em suas reflexões sobre o capitalismo dependente e os dilemas da formação social brasileira.

Equipe

Cristiane Ganaka

Pesquisadora

Cristiane Ganaka

Cristiane é economista e bacharel em ciências e humanidades pela Universidade Federal do ABC. Fez parte do movimento estudantil durante a graduação e foi voluntária no Observatório Econômico do ABC. Trabalhou no Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) por mais de cinco anos, atendendo diretamente a Confederação Nacional dos Metalúrgicos da Central Única dos Trabalhadores (CUT), onde investigava a indústria e mais especificamente o setor metalúrgico; desenvolvia estudos com recorte de gênero, raça e juventude, além de análises do mercado de trabalho e das relações trabalhistas.

Rebecca Gendler

Administradora

Rebecca Gendler

Rebecca é responsável pelo administrativo e financeiro do escritório Brasil do Instituto Tricontinental, e é formada em Publicidade e Propaganda com habilitação em Marketing. Trabalhou na área em empresas e agências publicitárias. Também esteve à frente na gestão de uma empresa no setor de serviços por mais de sete anos, onde era responsável pela gestão administrativa, operacional e financeira. É militante popular.

Luiz Felipe Albuquerque

Analista de comunicação

Luiz Felipe Albuquerque

Luiz  é jornalista e responsável pela comunicação do escritório Brasil do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social. Trabalhou no setor de comunicação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) por cinco anos, contribuindo na assessoria de imprensa do movimento. Também foi editor do site do MST e do Jornal Sem Terra. Atuou por quatro anos no jornal Brasil de Fato, exercendo funções de editor-adjunto, coordenação e direção política do Centro Popular de Mídias (CPMídias).

Delana Corazza

Pesquisadora

Delana Corazza

Delana é pesquisadora, formada em Ciências Sociais (PUC-SP), mestre em Arquitetura e Urbanismo (USP) e doutoranda em Geografia (UNESP). Iniciou sua militância nos movimentos de moradia e ocupações urbanas do centro da cidade de São Paulo, foi militante da Consulta Popular, trabalhou com regularização fundiária de favelas nas periferias de São Paulo e com educação popular em diversos espaços. Coordenou a pesquisa  Observatório de Remoções (FAU-USP / UFABC) e foi coordenadora do projeto Mulheres em Luta pelo Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos. Está no Instituto Tricontinental de Pesquisa Social desde 2019.

Tariro Takuva

Coordenadora

Tariro Takuva

Tariro tem uma ampla experiência na área de finanças e administrativa. Trabalha em diferentes áreas, apoiando organizações e movimentos sociais no continente africano focados na promoção do engajamento comunitário e social, da educação, da justiça social, dos direitos humanos e da democracia e igualdade.

Rede de Institutos Africanos de Pesquisa

NARI

Consistente com nosso amplo objetivo de conduzir pesquisas, análises e colaborações voltadas para o movimento, o NARI é o órgão de coordenação de nossos interesses de pesquisa no continente.

Mikaela Nhondo Erskog

Pesquisadora

Mikaela Nhondo Erskog

Mika é educadora e pesquisadora. Possui mestrado em História pela Universidade Atualmente Conhecida como Rhodes – (University Currently known as Rhodes – UCKAR) e tem graduação em Humanidades pela mesma universidade, como bolsista. Colabora estreitamente com a programação educativa do Sindicato Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos da África do Sul (NUMSA). Nos últimos anos tem se dedicado à construção de redes internacionais de movimentos sociais, sindicatos e organizações populares no continente africano, com especial atenção à educação e ao trabalho solidário.

Mwelela Cele

Pesquisador

Mwelela Cele

Mwelela trabalhou como curador, educador, pesquisador, bibliotecário e coordenador de eventos, além de tradutor. Possui um forte interesse por História, tanto escrita como oral, e em sítios e patrimônios históricos. Trabalhou no Centro de Documentação da Universidade de KwaZulu-Natal’s e na Campbell Collections, especificamente na Biblioteca africana Killie Campbell, no Digital Innovation South Africa (DISA), e no Museu Luthuli, em Groutville, que celebra a vida de Albert Luthuli. Recentemente, passou diversos anos em Ginsberg, King William’s Town (eQonce) no Cabo oriental, na Fundação e Centro Steve Biko. Atualmente é o Diretor de Arquivo e Programas Públicos na New Frame, em Johannesburg. Publicou muitos artigos em jornais, revistas acadêmicas, livros e publicações online. Se interessa por pesquisa histórica, política e cultural, literatura e cinema.

Yvonne Phyllis

Pesquisadora

Yvonne Phyllis

Yvonne é pesquisadora, autora e professora. Possui mestrado em Estudos Políticos e Internacionais da Universidade atualmente conhecida como Rhodes. É co-diretora de operações do The Forge, um projeto cultural pan-africano no bairro de Braamfontein, Joanesburgo. Antes de ingressar no The Forge, Yvonne foi professora de Estudos Políticos e Internacionais na Universidade Rhodes. Seus interesses de pesquisa incluem o acesso e a luta pela terra e a exploração de trabalhadores rurais na África do Sul, bem como a redistribuição de terras e a reforma agrária na África.

União Africana de Editoras de Esquerda

AULP

A Aulp é uma rede de editoriais com ideias afins que promove a difusão de ideias de esquerda e textos políticos em todo o continente africano, utilizando um modelo de direitos solidários.

Efemia Chela

Diretor editorial de Inkani Books

Efemia Chela

Efemia é editora e trabalha no ramo editorial há uma década. É mestranda na Wits University, e sua pesquisa se situa na intersecção dos estudos queer e estudos africanos, observando as comunidades lésbicas, bissexuais e queer na Zâmbia. É editora na Inkani Books.

Coletivo de Economistas Políticos Africanos

CAPE

Cape é um grupo de acadêmicos e ativistas interessados em uma economia política emancipadora para a África.

Grieve Chelwa

Senior fellow

Grieve Chelwa

Grieve é ​​um economista zambiano cuja pesquisa se concentra no desenvolvimento econômico africano. Atualmente, é professor associado de Economia Política no Africa Institute e coordenador do Coletivo de Economia Política Africana (CAPE, na sigla em inglês), um coletivo de acadêmicos africanos emergentes e lideranças de movimentos sociais interessados ​​em uma economia política emancipatória no que se refere ao continente africano. Grieve atuou anteriormente como professor sênior na Universidade da Cidade do Cabo e estudou pós-doutorado na Universidade de Harvard e na Universidade de Witwatersrand. Ele é um comentarista regular sobre questões econômicas africanas, com opiniões publicadas no The New York Times, The Washington Post, Bloomberg, CGTN, BBC, Mail and Guardian, People’s Dispatch, Lusaka Times e Business Day, entre outros. É bacharel em Economia pela Universidade da Zâmbia e PhD em economia pela Universidade da Cidade do Cabo.